1 de Outubro 2018 | Remodelação interior | Particular

Obras para pessoas com mobilidade reduzida: os exemplos e os cuidados

Garantir a acessibilidade de qualquer edifício ou serviço a todas as pessoas, especialmente aquelas que têm mobilidade reduzida, é responsabilidade de todos aqueles que projetam e constroem um novo edifício, ou remodelam um mais antigo.

A Britamontes reúne neste artigo algumas das principais linhas a ter em conta.

Atualmente, e numa construção de raíz, a lei prevê o cumprimento de uma série de parâmetros que devem ser integrados na obra, de forma a garantir a proteção e acessibilidade de todos a um determinado edifício:

  • Existência de rampas e respetivos graus de inclinação;
  • A largura de portas de entrada nos edifícios deve ter em conta as medidas e ângulos necessários à movimentação de uma cadeira de rodas;
  • Existência de elevadores, com as medidas adaptadas, e botões de chamada em zona acessível;
  • Nos WCs, devem estar acessíveis todas as entradas, infra-estruturas e equipamentos;
  • Balcões de atendimento e telefones públicos devem estar acessíveis a todos;
  • Devem ser contemplados lugares de estacionamento para pessoas com mobilidade reduzida.

Em obras de reabilitação de edifícios mais antigos – e nos quais as caraterísticas da construção não permitam corresponder na totalidade às recomendações previstas na lei – é importante adaptar as estruturas existentes e tornar o edifício o mais acessível a todos, com a instalação de plataformas elevatórias ou renovação das casas-de banho.

 

Foi o caso de uma das intervenções mais recentes de Britamontes, na sede dos Inválidos do Comércio, no Lumiar: a remodelação de uma casa de banho antiga e a sua acessibilidade a pessoas com mobilidade reduzida foram as premissas desta obra que, pela sua especificidade, carece de alguns cuidados especiais:

  • Redimensionamento de portas e acessos para garantir a passagem e movimentação de cadeiras de rodas;
  • Redimensionamento das cabines de duche com tamanho adequado à movimentação de cadeiras de rodas;
  • A instalação de duches com banco para banhos assistidos;
  • A aplicação de barras basculantes para apoio;
  • A substituição das sanitas por sanitas especiais;
  • Revestimentos cerâmicos para maior limpeza;

 

Eis algumas das imagens da remodelação desta casa-de-banho, no edifício dos Inválidos do Comércio, agora acessível a todas as pessoas:

Uma casa de banho antiga e que implicou uma remodelação profunda.

 

Todas as estruturas e equipamentos estão devidamente adaptados a pessoas com mobilidade reduzida.

 

Instalação de barras de apoio e sanitas especiais.

 

Cabines de duche com bancos para banhos assistidos.

 

Aplicação de cabines de duche acessíveis a cadeiras de rodas.

 

Para uma maior higiene, paredes e pavimentos foram substituídos por materiais cerâmicos.

 

Redimensionar: a palavra-chave nas remodelações que procuram tornar mais acessíveis todos os espaços.

 

VER MAIS ARTIGOS