7 de Setembro 2017 | Construção civil | Global

Os mais comuns materiais de construção e as suas propriedades para resistência ao fogo

 

  • Pedra

A pedra é um mau condutor de calor, mas sofre algumas alterações sob os efeitos do fogo. A pedra é sensível a desintegrar-se em partes pequenas quando aquecida e arrefecida rapidamente.

O granito explode e facilmente se desintegra em caso de fogo.

A pedra calcária desfaz-se mesmo com temperaturas baixas.

Pedras de areia de composição compacta conseguem, geralmente, aguentar fogo moderado sem sofrerem a formação de fissuras graves.

 

  • Tijolo

O tijolo não é seriamente afetado por temperaturas altas entre os 1200º e os 1300º C, o que acontece por se tratar de um material mau condutor de calor. Se o tipo de argamassa e o acabamento do trabalho forem de qualidade, as alvenarias de tijolo oferecem, geralmente, boa resistência ao fogo.

 

  • Madeira

Regra geral, elementos estruturais feitos de madeira incendeiam-se e ficam rapidamente destruídos em caso de fogo, acrescentando-lhe, até, intensidade.

De forma a tornar a madeira mais resistente ao fogo, estas superfícies são muitas vezes revestidas com produtos químicos como fosfato ou sulfato de amónio, ácido bórico ou cloreto de zinco para que este material retarde o aquecimento em caso de incêndio. A madeira também pode tornar-se mais resistente ao fogo após a aplicação de algumas tintas na sua superfície.

 

  • Ferro Fundido

Atualmente, este material raramente é utilizado em estruturas. Este material desfaz-se quando aquecido e posteriormente arrefecido de forma rápida. Quando usado em estruturas, é revestido por materiais resistentes ao fogo como tijolo ou cimento.

 

  • Vidro

O vidro é um pobre condutor de calor. Vidro reforçado por fio de aço é mais resistente ao calor que o vidro comum e pode resistir a variações de temperaturas repentinas sem a formação de fendas.

 

  • Aço

O aço é um bom condutor de calor e aquece rapidamente em caso de incêndio. O aço perde resistência e, à temperatura de 600º C, a sua elasticidade diminui para um terço do seu valor à temperatura normal.

Debaixo de fogo intenso, vigas e colunas de aço cedem e a estrutura colapsa. O aço derrete completamente quando exposto a uma temperatura de 1400ºC. Também se verifica que, mesmo quando pintada, esta superfície não se torna mais resistente ao fogo, acabando por çhe adicionar intensidade

 

  • Cimento

O cimento tem uma grande resistência ao fogo. O comportamento deste material em caso de fogo depende qualidade dos seus componentes. O cimento não perde resistência quando aquecido até 250ºC.

Estruturas reforçadas por cimento podem resistir durante cerca de uma hora a temperaturas aproximadas a 1000ºC.