Britamontes | Futuro da construção civil
14 de Setembro 2017 | Construção civil | Global

O Futuro da Construção: o que significa?

Casas que são impressões em 3D, hospitais projetados de forma automática, arranha-céus pré-fabricados – antes sonhos futurísticos, agora realidades.

Estes e outros exemplos que redefinem a indústria da construção e da engenharia civil são descritos na recente obra “Shaping the Future of Construction”, de Michael Max Buehler, que apresenta e analisa inovações inspiradoras e projetos pioneiros, bem como divulga algumas start-ups e projetos piloto, demonstrando todo o potencial da inovação na construção e revelando um pouco sobre as indústrias do futuro.

Ao longo do ano passado, seis grupos de trabalho compostos por líderes da indústria, académicos e especialistas, a nível mundial, encontraram-se regularmente para desenvolver e analisar ideias inovadoras, o seu impacto, as barreiras e as soluções para a sua implementação.

Deste trabalho, resultou um conjunto de artigos que propõem soluções inovadoras e desafios chave a serem desenvolvidos nas seguintes áreas da engenharia e construção civil:

  1. Entrega do Projeto – Desenvolver projetos com uma boa relação custo/tempo de construção, motivando a produtividade do setor.
  2. Ciclo de Vida – Procurar componentes com um maior tempo de vida, criando produtos reutilizáveis.
  3. Sustentabilidade – Alcançar componentes e produtos com menor grau de emissões de carbono e reduzir o desperdício ao longo da construção.
  4. Acessibilidade – Construir infraestruturas e habitação de alta qualidade a valores acessíveis.
  5. Resistência a catástrofes – Construir infraestruturas e edifícios resistentes a mudanças climáticas e catástrofes naturais.
  6. Flexibilidade, Habitabilidade e Bem-estar – Criar infraestruturas e edifícios que desenvolvam o bem-estar do consumidor final.